Marcas Mutantes

A Natureza Emocional da Marca

ORIGENS

No início do Século XXI, mais precisamente no ano 2000, os estudos das identidades visuais corporativas (IVC) e observações das práticas contemporâneas entravam em conflito. Ao revisar a bibliografia sobre o tema, selecionamos os autores consagrados da época e estes afirmavam que uma IVC deveria ser única, sempre a mesma, seguir um padrão, para que pudesse se fixar na mente dos públicos, caso o contrário, estes não seriam capazes de identificar a marca, o produto, o serviço e/ou a empresa. Entretanto, ao observar algumas marcas ativas na sociedade como a MTV, Rip Curl, Mormaii, Vivo, entre outras, o que se via era justamente o contrário.

Não raro eram as discussões (em palco) de designers que divergiam a respeito do tema. Era o choque de gerações, de tecnologias, de mundos

(mais…)

Reflexões